Estou de volta! + TAG

Oi, tudo bem com você? Espero que sim! :)

Depois de um tempinho mantendo uma programação bonitinha no blog, sumi! :/ Isso aconteceu porque estou tentando focar na minha meta prioritária desse 1º trimestre: lançar minha lojinha! (Quem me acompanha deve estar cansado de ouvir isso e não ver ela sair… XD Mas tá quase!!!) Isso tem me consumido muito. (Toda minha admiração pelos pequenos empreendedores… fácil não é!)

Assim que eu conseguir concluir o que me propus, volto com a programação normal com pelo menos um post por semana.

Pra matar a saudade de escrever (e  também um pouco da culpa de deixar meu blog as moscas) decidi responder uma tag para qual fui indicada (até porque as perguntas são ótimas).

Bora? :)

TAG: Descobrindo novos blogs

A indicação veio da querida Lidy Dutra (Obrigada, flor!) e a tag se chama ‘descobrindo novos blogs’.

Essa tag consiste em: 1. Agradecer a indicação, colocando o nome e o blog da pessoa que te indicou; 2. Responder as perguntas que a pessoa fez pra você; 3. Indicar até dez blogueiros para responderem a tag e avisá-los do convite; 4. Formular dez perguntas para os blogueiros responderem; 5. Deixar o link da tag respondida nos comentários.

Achei curiosa essa tag que muda conforme vai passando, dá vontade de mandar novas perguntas pra quem te marcou e pra outras pessoas que já foram marcadas. Ahaha!

Perguntas que recebi:

1. Qual é a sua primeira lembrança relacionada à arte? Gostava muito de desenhar na infância e lembro de ficar chateada quando ia dormir na casa da minha vó Edite (tipo com 6, 7 anos) e não encontrava nenhum material pra rabiscar. Na mesma época, lembro de pegar todos os meus materiais, levar pro sofá, e ficar assistindo desenhos animados e desenhando. (Contei várias lembranças desse tipo nesse post.)

2. Com quantos anos você começou a desenhar? Desenho desde que eu lembro, então suponho que uns 2, 3 anos? (É nessa idade que as crianças começam a desenhar?)

3. Quando descobriu que a arte poderia ser sua profissão? Quando saí de um emprego no qual estava insatisfeita, comecei a repensar a minha vida. Desde antes, tinha começado a ler e ver coisas sobre pessoas que mudaram de rumo na vida. Alguns meses depois, descobri uma série no youtube sobre empreendedorismo criativo (algo que nunca tinha ouvido falar). A sensação que tive foi que o que eu queria fazer tinha nome e sobrenome… como se algo que eu não enxergava se desvendasse na minha frente! :) Também colaborou pra essa percepção toda uma conjuntura favorável, incluindo ver outros artistas (inclusive amigos) conseguindo trabalhar na área com sucesso. :)

4. Qual é o seu material favorito? Sou uma apaixonada por materiais e gosto de misturar. Pra mim é difícil escolher um só e talvez fosse até mais fácil dizer quais não são os meus favoritos. XD  O material que mais tenho me dedicado já faz um tempo é a aquarela, mas nesse exato momento estou vivendo um caso tórrido de amor com:

lápis integral
Lápis integral (descobri há pouco tempo e só quero saber dele).

5. Qual é o seu maior desafio artístico? Pergunta interessante mas complexa… Tive que pensar um pouco, mas acho que o meu maior desafio artístico é conseguir conciliar fazer arte com outras questões da vida… Como fazer arte é divertido, mesmo que você trabalhe com isso, é fácil deixar em segundo plano em função de outras atividades que tenham mais cara de trabalho (e que também são necessárias, claro).

6. Qual é o seu artista favorito? Mais pergunta difícil. XD Os primeiros artistas mais ‘tradicionais’ que me vem a cabeça são Gustav Klimt e Egon Schiele. Já com relação a arte contemporânea, gosto muito da Yoko Ono. Também tenho uma admiração enorme pela beleza, fluidez e capacidade de comunicação presente no trabalho da minha amiga Luda Lima.

Bagagens001p
Coisa mais linda! <3 (Fonte: http://ludailustra.blogspot.com.br/)

Se eu pudesse mesmo escolher só um artista, escolheria ela e juro que não é só porque é minha amiga. O trabalho dela realmente me encanta, inspira e emociona profundamente.  :)

7. Se pudesse escolher uma trilha sonora para sua vida artística, qual seria? Não estou numa fase de ouvir muita música trabalhando, mas acho que seria uma trilha sonora bem eclética. Sou dessas que ouve de MPB a rock… de trilhas sonoras (incluindo músicas de desenhos animados) a funk… de pop a world music… tudo junto e misturado. Mas se pudesse escolher só uma banda, acho que escolheria Pink Floyd porque eles tem muitas músicas bonitas e boas de ouvir trabalhando.

8. Qual ilustração sua você considera seu maior orgulho? Geralmente eu me apaixono pela meu último trabalho. Depois tende a passar e, mesmo que eu continue gostando dele, começo a criticá-lo (ou pelo menos pensar o que poderia melhorar). Mas acho esses trabalhos bem bonitos:

Diptico

lilacpow DC_24

O 1º é bem antigo e não sei se se enquadra exatamente como ilustração, mas gosto de tudo nele. :) O 2º é um desenhos mais recentes que gostei. Acho que representa mais o meus estilo atual.

9. Você já tentou desenhar com a sua mão esquerda (ou direita, para canhotos)? Como ficou? Sim! Ficou uma droga! Ahaha!

10. Mostra pra gente uma imagem do seu mais recente trabalho.

alegrias ilustradasa tag 3
O mais recente quando escrevi esse post. ;)

Update (26/03/2016):

A Bia Reys <3 também me indicou para essa tag só que com perguntas diferentes. Ia responder as perguntas lá no blog dela, mas estava me empolgando tanto com as respostas que decidi fazer um update aqui no post… :)

01. Quando foi que você descobriu que tinha algo (a sua arte) a oferecer a alguém? Há muito tempo meus amigos me incentivam quanto ao desenho! Alguns já pediam encomendas mas eu não levava a sério e desconversava. Confesso que tinha um sentimento um pouco triste do tipo: ‘a única coisa que faço bem não serve pra nada’. Felizmente tenho conseguido mudar a minha cabeça e ter uma relação mais saudável e funcional (ahahaha) com a minha arte. Essa percepção de que o meu trabalho podia ser útil sim foi fruto de uma conjuntura favorável e de um amadurecimento pessoal que vem  principalmente de uns 2 anos pra cá.

02. Você já encontrou o seu estilo? Como foi esse processo? Eu não tenho certeza. Sinto que hoje faço coisas com uma cara mais parecida entre si do que nunca… então acho que posso dizer que atualmente estou com um estilo reconhecível (e confesso que eu ansiei por isso por muito tempo). Mas não sei se isso vai durar. Sei que tenho muita coisa pra aprender e pra melhorar e tenho vontade de fazer outros tipos de trabalho (tipo trabalhos maiores – em tela ou outro suporte? e talvez com temáticas diferentes) então sinto que as coisas podem mudar drasticamente ainda.

03. Como você definiria o seu trabalho? Acho essa pergunta muito legal! <3 Tento expressar bons sentimentos com o meu trabalho… Seja algo que parta de mim, no caso dos meus projetos pessoais, seja algo feito em sinergia com um cliente. Obviamente eu tenho outros sentimentos e não é que eu queira negar a existência deles… mas desenhar é algo que faz eu me sentir bem (mesmo se eu não estiver tão bem) e acho importante compartilhar esse sentimento com o mundo. :)

04. Nos conte sobre o seu processo de inspiração. Nunca parei pra racionalizar muito sobre isso (como se fosse algo separado do processo criativo), mas posso dizer que eu gosto de olhar coisas que acho bonitas e isso é inspirador pra mim. Quando eu era criança, olhava diariamente os livros de desenho e pintura da minha mãe (e depois os usava como pranchetas para os meus próprios desenhos). Hoje gosto de ter meu quadro de cortiça com coisas legais penduradas na frente da minha mesa. Costumo prender desenhos e outras coisas que gosto nas paredes e, claro, ainda gosto de olhar livros. Gosto de observar coisas cotidianas também: ver o céu mudando (sempre faço isso no fim da tarde), de estampas com cores bonitas, de situações engraçadas, de poesias, de músicas. Quando eu era adolescente fazia pastas de referências. Hoje a maioria das minhas pastas são virtuais (e o pinterest ajuda muito a não lotar meu computador de fotos salvas da internet!) mas ainda guardo alguns recortes. Acho que inspiração vem de observar o mundo e guardar um pouco daquilo pra usar depois de alguma forma.

quadro de cortiça
Quadro de cortiça, eu te amo! <3

05. Nos conte sobre o seu processo de criação. Atualmente, pros meus projetos pessoais, faço rabiscos toscos nos meus cadernos e depois tento aperfeiçoar. Tenho muitos cadernos. Eles são preciosos pra mim mas não são cadernos lindos como o de algumas pessoas que vemos por aí. Meus cadernos são sujos, rasgados, rabiscados e anotados. Não consigo ser perfeccionista nesse momento e acho que tudo bem (mas ainda sonho em um dia ter um caderno que pareça uma obra de arte como os do Renato Alarcão). Pros meus trabalhos por encomenda, geralmente faço um briefing via questionário, uso referências diversas enviadas pelo cliente e pesquisadas por mim, rabisco no caderno, penso nas cores, faço um esboço que pretende ser o definitivo, vejo se terá alterações com o cliente, faço as alterações caso tenha e faço a arte final. (No começo também rola uma parte mais burocrática de fazer uma proposta de trabalho com prazos e valores. XD)

06. O que você tem feito para melhorar o seu trabalho? Acho que desenvolver o meu trabalho em mais etapas tem ajudado. Costumava ser mais imediatista e talvez até preguiçosa, mas agora sinto que, embora possa sair algo bonito de 1ª (e do nada), fazer pequenos estudos de composição e cores tem feito bastante diferença pra que eu possa desenvolver trabalhos melhores. Também acho que usar meus cadernos como lugar pra experimentar de forma solta tem sido muito bom. Depois tenho bastante material para desenvolver melhor.

07. É importante a gente saber sobre nossas capacidades e limitações, mas as limitações, até certo ponto, podem nos estagnar. Até onde você se limita? Como você vê essa questão? Sempre gostei muito de desenhar mulheres. Talvez isso seja uma limitação, mas eu não sei se isso é ruim. Talvez eu nunca queira ser uma desenhista realista que desenha qualquer coisa com perfeição mas ainda quero tentar desenvolver mais habilidades (como cenários e narrativas). Embora eu tenha desenhado pela maior parte da minha vida, sinto que agora estou numa fase de bastante desenvolvimento então não tenho muita certeza pra onde isso vai me levar. Acho que a linha entre focar e se limitar pode ser tênue, mas tenho tentado ficar no lado do focar, de uma forma positiva pro desenvolvimento que quero ter no meu trabalho.

08. A comparação com outros artistas é inevitável quando estamos começando a desenhar, mas, depois, ela se torna um meio de nos bloquear. Você concorda com isso, ou tem um outro ponto de vista? Se sim, nos conte! Acho que ter referências pode ser uma coisa boa, mas se comparar não é. Uma vez eu vi uma frase que diz uma coisa mais ou menos assim: ‘não faz sentido comparar o nosso bastidor com o palco do outro’ e se comparar geralmente é isso… ainda mais nesse tempo que a gente praticamente só vê a superfície brilhante das pessoas na internet! Acho que se comparar pode tirar o foco do trabalho e gerar aquela ideia de que a grama do vizinho é sempre mais verde… sendo que cada um tem desafios e uma trajetória diferente. Acho que é importante focar em superar os nossos próprios desafios (ainda que possa ser difícil não olhar pro lado.

09. Alguma vez você já pensou em desistir do que faz? Se sim, por quê? Sim. Não sei se eu pensei tão conscientemente, mas, naquela época que eu falei ali em cima que sentia que o que eu gostava de fazer era inútil, acabei dando atenção só para outras coisas ‘úteis’ e realmente deixei o desenho de lado. Acho que é importante encontrar propósito no que a gente faz e hoje sei que desenhar no mínimo serve pra me fazer feliz. Quando eu deixei de desenhar foi ruim emocionalmente pra mim… mas pelo menos eu percebi que era algo realmente importante!

10. O autorretrato é uma forma antiga de expressão e autoafirmação, é uma forma de o artista se colocar no mundo. Nos mostre um autorretrato aqui! (pode ser um rabisco à grafite, se preferir). Gosto muito de autorretratos. Deu vontade de fazer um novo! :)

cropped-Percurso_.png
Esse não é nada novo! XD Mas eu gosto dele.

 Minhas indicadas:

Tenho dificuldade de convidar pessoas pra tags… Tenho a impressão de que todo mundo  que tem blog (e é mais próximo pra eu sair indicando) já foi convidado. Mas, já que a tag é sobre conhecer novos Blogs e que eu pude formular as perguntas (o que possibilita mandar para pessoas de outros ~~nichos~~), decidi respeitar a regra e indicar alguns blogs legais e que talvez você não conheça (vou até forçar amizade ali com algumas pessoas… tudo pela tag)!

Marly, GiselleMastrela, Adriana, Renata, Alice, Mary, Luiza, Rayani, Zizi, Beth, Bia.

(Não sei se elas vão querer responder, mas fica a indicação dos blogs! Me gusta!)

Minhas perguntas:

1. Qual a sua relação com arte?

2. Como funciona o seu processo criativo?

3. O que te inspira?

4. Quem são os seus 3 artistas favoritos?

5. Quais são seus 3 filmes favoritos?

6. Quais são os seus 3 livros favoritos?

7. O que você gosta de fazer quando não tem nada pra fazer?

8. Qual o seu signo? XD Você acredita nessas coisas e acha que combina com ele? Por quê? (Não dou conta de não fazer essa pergunta, porque sou muito curiosa com signos! XD)

9. Quais as suas 3 maiores qualidades?

10. Tem alguma coisa que você está planejando e está te deixando empolgada? Pode me contar o que é?

Pergunta extra: Se quiser, pegue uma ou mais das perguntas que fizeram pra mim e responda… ou pode também substituir alguma das minhas perguntas (bagunceira eu?)! :)


Caso você queira responder e não tenha sido indicado, sinta-se a vontade! Depois põe o link nos comentários pra eu ver! ;)

Caso você não tenha blog ou só não queira fazer esse tipo de post, pode responder uma ou mais perguntas aí nos comentários!

Beijo grande e até breve! (Prometo!) :)

Lila

Veja também:

  • adorei tuas respostas, Lili!!! <3 eu também tenho que responder, mas to penando com as perguntas que vou fazer T__T mas, enfim, também tenho essa coisa de me apaixonar pelo meu último trabalho, mas logo em seguida começo criticá-lo, a ver os defeitos, ou que eu poderia ter feito melhor… mas também acho que isso faz parte do processo, e esse olhar crítico, sem dúvidas, é importante, né?! Ahh, e fiquei curiosa pra saber o que é esse lápis integral, que eu nunca vi! D: Acho que tu já tinha mencionado o trabalho da Luda por aqui, antes, pois tenho a impressão de que já tinha visto! Muito bonito o trabalho dela, mesmo! já comecei a segui-la! xD bjss :****************

  • Que bom que gostou! :) Essa parte de formular as perguntas tb me pegou! Fora q a Lidy mandou bem nas perguntas, mas algumas não foram fáceis de responder. Demandaram que eu pensasse um pouco mais pra responder! XD Quanto a autocrítica, acho q é uma coisa boa! De qq forma acho q é mais agradável do q algumas pessoas que já vi por aí que mtas vezes fazem um ótimo trabalho mas parece que não gostam dele nem por um segundo… não sei se é carência de confete ou oq. O lápis integral é um lápis todo feito de mina. É como se fosse uma mistura de giz de cera com grafite. *_* A Luda é demais! <3 Ela tá lançando um livro agora! :)

  • Oi Lili, fico super feliz que você tenha curtido e respondido as minhas perguntas. Adorei as tuas respostas e me identifiquei com várias delas! <3 Eu estou passando por uma crise com os meus trabalhos, acho bons, depois de um tempo acho péssimos e agora com o curso de aquarela só sinto vergonha mesmo :( Espero que esse sentimento passe.
    Estou curiosa para ver a tua lojinha, sinto que vc está preparando tudo com tanto carinho, vai ser um sucesso!
    Ah, respondendo uma das tuas perguntas: sou libriana! Acho que super combina comigo pois tenho várias características do signo: sou muito justa (aka trouxa, nos dias de hoje, né), indecisa e gosto de coisas bonitas :D
    Beijos :*

  • eu comprei um lápis que, visivelmente, parece com esses.. mas não sei o nome..comprei avulso, e acho que não tem marca nenhum…me parece metal que risca, sabe? é muito estranho. comprei pra experimentar, e não curti muito…ou eu que não sei no que aplicar ainda mesmo… mas vou dar mais uma pesquisada sobre esse lápis integral…
    ahh, lili, acabei te marcando pra responder as minhas perguntas, pq tava sem indicaçoes mesmo! hahahah não sei como procedem quando mais de uma pessoa te marca…mas ficas livre pra ignorar! haha ou responder ali nos comentários, se não quiser fazer um post de novo pra isso…
    bjsss :**********

  • Oi, Lidy! :)
    As vezes é importante praticar o desapego e a desidentificação (= eu não sou o meu trabalho) com nossos trabalhos! Se não a gente sofre muito! Eu gosto dos seus trabalhos, pq a vergonha? A dificuldade de soltar a aquarela?
    Andei bem desesperada e impaciente com essa demora pra colocar a loja no ar. E já passou tanto tempo que já até passei da impaciência para uma fase de aceitação de q as coisas levam seu tempo pra existirem… pq na real não acho que ela esteja ficando nada demais. Ahaha! Eu que sou demorada e toda hora surge algo que tenho que aprender como fazer ou burocracia pra resolver… tou com medo de gerando uma expectativa e frustrar as pessoas. XD Mas obrigada pelos bons votos sempre! :)
    Obrigada por responder a pergunta mais importante do meu questionário! Ahaha! Quer dizer q vc é uma fucking libra? (Espero q vc conheça essa referência de RuPaul’s Drag Race – Ahaha! – Sei q vc gosta) Tb sou muito indecisa com algumas coisas e gosto de coisas bonitas. <3 Mas sou capricorniana com ascendente em capricórnio! (= vou ter que aguentar viver com as características pro resto da vida). Mas pelo menos dizem q capricorniano melhora com o tempo (e eu me identifico com isso pq era uma criança e adolescente bem mais chata do q sou hje).

  • Deve ser lápis integral! Talvez vc goste mais se usar numa folha tipo essa que usei? Mais texturizadinha? Numa versão maiorzinha das tuas meninas! (Pq ele não é muito delicado…) :) Não imaginei que podia marcar as mesmas pessoas! Ahaha! Sempre fico nesse dilema! Acho que vou lá responder nos comentários! :) :****

  • Marly

    Oi, Lili,

    Legal este post, no meu próximo respondo às perguntas, ok? Quanto aos seus trabalhos, vi agora que tenho uma quedinha pelo primeiro (o antigo), rsrs.

    Beijoca e boa sorte com a lojinha!

  • Marly

    Ah, muito obrigada pelo link e pelo convite!

  • Imagina! Uma hora dessas tenho que fazer um blogroll!!!

  • Eba, quero ler!!! :) É lindo, né? Uma hora dessas, vou tentar fazer novamente algo nesse estilo mais realista! :) Beijos e obrigada pelos votos de boa sorte! :)

  • Bia, acho que esqueci de avisar que saiu o update aqui do post… XD Adorei suas perguntas! Obrigada por me marcar! :)