Alegria Ilustrada: Família

Olá, minha gente! Tudo bem com vocês?

Espero que sim! :)

Nos últimos tempos estava com a agenda muito cheia por motivos de: encomendas, feiras e vida. (Também comecei a fazer o curso da Sabrina Eras… mas na real só consegui fazer um exercício até agora – mas devo conseguir colocar em dia essa semana).

Então eu demorei, mas finalmente consegui aparecer aqui nesse blog que tanto gosto pra trocar ideia com vocês (algo que, devem imaginar, estava sentindo falta… mas realmente não tava dando tempo.)

Enfim… Vamos ao assunto do post:

Vou mostrar um pouco do processo da última ilustração que fiz! Acho que vai ser interessante esse registro pois meu meu processo criativo andou evoluindo muito nos últimos tempos (e está diferente com relação a outros posts do mesmo tipo que já apareceram por aqui). :) Então bora?

Processo:

10
O primeiro esboço é o do caderno e o terceiro, o de cima, feito no papel vegetal.

Esse trabalho foi a encomenda de uma amiga que estudou na mesma universidade que eu que eu não via há muitos anos (coisas da vida). Ela está completando 7 anos de casada (além de muitos outros de namoro) na próxima semana e tem 2 filhinhos muito lindos. A ideia era que eu criasse uma ilustração pra celebrar esse momento. :)

Como de costume fiz um questionário para criar o briefing onde me foram passadas as referências fotográficas (e um desenho que foi feito a lápis – pelo cunhado dela – e que ilustrou o convite de casamento), sugestão de elementos (que tem relação com a história deles) e outras preferências (como cores, formato e outras coisas) que uso para definir a proposta/orçamento.

Aprovada a proposta e com as informações necessárias em mãos, passei para a busca de referências e esboçoS (e essa é uma ‘novidade’ por aqui).

Antigamente quase sempre fazia só 1 ou 2 esboços (e fazia eventuais alterações no próprio papel definitivo)… Hoje tenho preferido fazer várias versões do esboço e só passar para o papel definitivo após o desenho ser aprovado.

11
Quarta versão do esboço no papel manteiga (roubado da cozinha da minha mãe) com intervenção de um ‘layer’ analógico de papel vegetal. <3
9
Desenho no papel para aquarela em nankin (esqueci de registrar o esboço a lápis no papel definitivo) .
7
Serving watercolor realness… (= bagunça.)

Aprovado o esboço pela cliente (após alguns pedidos de alterações – como na roupa do marido), passei o traço pro papel para aquarela com a técnica da mesa de luz (e isso também é novidade por aqui). Não tenho mesa de luz, então tenho improvisado usando uma chapa de acrílico, apoiada sobre uma luminária (ambas podem ser vistas na foto acima).

|| Pra quem quiser tentar utilizar essa técnica, deixo a dica de observar bastante o desenho (e fazer as devidas alterações, se necessário) antes de partir para o nankin. Já aconteceu, numa encomenda anterior, de eu não passar o desenho com cuidado para o papel definitivo e só perceber que ~~algo errado não estava certo~~ quando já estava pintando. Resultado: tive que recomeçar ‘do zero’. ||

8
Primeira camada de todas de aquarela. Tá bem clarinho mas tem o desenho das folhinhas aí.
6
Camadas das roupas: ok!
5
Inclusos detalhes das roupas e do fundo.

Aprovado (por mim) o desenho a lápis no papel para aquarela, contornei os personagens e outros elementos com a caneta nankin. As folhagens e flores que eu queria fazer sem contorno, então apaguei o esboço com limpa tipos, deixando só uma sombrinha pra me guiar.

Feito isso parti para as  camadas de pintura em aquarela e depois para outros detalhes em caneta branca e lápis de cor.

Resultado final:

4
Família fofa! <3

Detalhes:

3
Sou apaixonada pelas florzinhas amarelas.

1

2
Muita música, fé e poesia compartilhados! <3

Foram utilizados os seguintes materiais:

  • Papel Canson Montval;
  • Canetas nankin Pigma Micron;
  • Aquarela Cotman;
  • Pincéis diversos;
  • Caneta gel branca Uni Ball Signo;
  • Lápis de cor Koh-i-noor.

Acho que é isso! Espero que vocês gostem e qualquer duvida ou consideração deixem nos comentários. (Bora bater papo!) ;)

Já pra quem se interessar em encomendar uma ilustração, é só mandar um e-mail para alegriasilustradas@gmail.com.

Beijo grande e até breve!

Lila

Ps. Pra quem quer acompanhar sempre o que eu ando aprontando, mesmo nesses períodos de sumiço do blog é só me acompanhar no instagram.

Veja também:

  • Ficou muito amorzinho <3
    Adorei as texturas das roupas. Minha signo branca não fica assim tão viva :p

  • Mulher! Bem reparado! A minha tb não ficava… ela acabou e peguei essa emprestada com a minha mãe! Agora q vc falou q notei… será q varia de caneta pra caneta? Obrigada por gostar e por comentar, flor!!! 😊🙏

  • Laiany Pauda

    Amo acompanhar os processos criativos!!! Cada vez mais lindo seu trabalho Lila!!!! Beijos e obrigada por compartilhar!

  • Ando muito apaixonada por eles, Laiany! Tenho até pensado em fazer um mestrado sobre esse assunto. Obrigada pela visita, pelo comentário e pelo incentivo sempre. :) :*

  • Lila, que coisa fofa! E que legal quando o cliente te dá esse suporte, tanto no briefing quanto na parte criativa, dá pra ver que você ficou super a vontade para dar seu toque pessoal, isso é tão gratificante *-*
    Antes de ter a mesa de luz, passava os desenhos para o papel definitivo na janela, mesmo. Dispensável dizer que saía um horror :~ Dá uma olhada no preço da fita de LED, uma caixa de mdf+vidro+fita faem uma mesa de luz maravilhosa :D
    Beijão :*

  • Obrigada, Lidy! Realmente é muito gratificante ter essa liberdade e o suporte dos clientes na hora de definir a ilustração. Ajuda muito não ter surpresas (num mal sentido) e pra mim é um combustível muito forte (pro trabalho e pra vida) saber dos bons sentimentos dos clientes para com os seu queridos. 😊💕 Tb já usei janela 😅😅😅 (tenso até pela dificuldade de desenhar na vertical) e realmente tenho q ver sobre uma mesa de luz dessa q vc indica mesmo (acho q já vi um post de vc ensinando fazer?). Beijo!